18
Nov
07

Viva Piñata

A Rare tem pronta para a quadra natalícia uma daquelas obras nas quais deixa bem vincada a sua marca. Com Banjo-Kazooie apenas anunciado, as atenções centram-se em Viva Piñata. E nem pensem que se trata de um simples jogo. Trata-se, sim, de um franchise, que já existe em formato de série animada na América do Norte, tendo conquistado até à data mais de dois milhões de adeptos.

Para quem não sabe, Viva Piñata baseia-se numa festividade mexicana, durante a qual figuras de papel são recheadas de brindes e penduradas em árvores. A ideia é, depois, bater-lhes com paus, de olhos vendados, rebentá-las e assim ganhar o seu conteúdo.

Mas o jogo não será uma simulação desta tradição, mas sim uma espécie de The Sims cruzado com Animal Crossing, no qual teremos de proporcionar uma vida feliz às piñatas. Esqueçam as personagens, que iremos sim controlar um cursor, que comandará todas as nossas acções.

Ao todo, estão ao dispor mais de 60 espécimes diferentes, que vão desde larvas a cavalos, passando por coelhos e raposas. Uns amistosos, outros nem por isso, que aparecerão apenas para atrapalhar. A ideia inicial será atrair as piñatas ao nosso jardim que, diga-se em abono da verdade, começa em muito, mesmo muito mau estado.

Para que as criaturas se sintam confortáveis ao ponto de quererem habitar o jardim, teremos pois de tratar o solo árido, plantar relva, semear flores, regar – tudo funções bem acessíveis ao alcance de um menu com várias ferramentas e de um simples clique na pad.

A ajudar-nos, em formato tutorial, estará uma menina que nos irá, em conjunto com outras personagens mais para a frente, dando dicas sobre o que fazer. Mas será também preciso conhecer bem as piñatas, de forma a darmos-lhes uma vida feliz. Para isso, devemos recorrer a uma espécie de enciclopédia, onde encontramos tudo o que precisamos saber, desde o seu habitat à alimentação. Dar, por exemplo, um nome às criaturas vai fazê-las sentirem-se muito melhor e dar-nos pontos.

Uma vez instaladas, as piñatas irão interagir. Na lista de relações está o acasalamento, mas nem tudo serão rosas. Teremos de ter muito cuidado, pois a cadeia alimentar aplica-se a estas criaturas e misturar presas e predadores não é de todo boa ideia. Se tivermos uma galinha e uma raposa, por exemplo, o melhor será colocar o galináceo num galinheiro.

Outro dos problemas será a presença de criaturas indesejáveis, que aparecem apenas para atrapalhar a harmonia do jardim e instalar a discórdia. E é aí que entra o multiplayer via Live, já que permite o envio destes chatos para os jardins dos adversários.

Muito exigentes, as piñatas não se contentam com casa e comida. Para acedermos a animais mais evoluídos, teremos de agradar e muito aos nossos inquilinos. Preocupadas com o look, as piñatas irão adorar receber acessórios de moda, como vestuário, óculos de sol e chapéus. Estes itens poderão ser adquiridos em diversas lojas com as moedas que vão surgindo depois de cumpridos os objectivos.

 Depois da série de animação, que deverá chegar à Europa em 2007, o sucesso do jogo parece garantido. Acreditem que mesmo sem gráficos HD e dispensando um argumento, este Viva Piñata é bem capaz de agradar a um leque alargado de gamers, desde os mais batidos aos que mal sabem o que é uma consola. No Natal teremos a certeza!


1 Response to “Viva Piñata”


  1. Junho 26, 2008 às 4:36 pm

    SEM ALGUEM TEM DO CHAOTIC


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: